domingo, 29 de novembro de 2015

IM Pernambucano Yago Santiago Conquista Sua Segunda Norma de GM



Após uma semana jogando o 1º Aberto Internacional da Patagônia, na Argentina, o Mestre Internacional Yago Santiago obteve um resultado expressivo na classificação final do torneio, e além de subir ao pódio da competição, ainda conquistou sua segunda norma de GM.

Tendo início no dia 21 de novembro de 2015, na cidade argentina de Neuquen, o 1° Aberto Internacional da Patagônia reuniu mais de 130 jogadores, em sua maioria dos países andinos e platinos, sendo o MI pernambucano Yago Santiago o único representante brasileiro na disputa.

Como pré-ranqueado número 13 na disputa, Yago começou sua jornada enfrentando 5 argentinos nas 5 primeiras rodadas, fazendo um placar de 4.5 a 0.5 (Ouçamos do outro lado da rua os gritos de “Fora Dunga! Queremos Yago!”), com destaque especial para a vitória, na quarta rodada, para o GM Diego Flores, chegando com 100% de aproveitamento na quinta rodada, quando empatou com o também IM Kevin Paveto. Entretanto, como nem tudo são “Flores” (perdão pelo trocadilho), passada mais da metade do torneio, o recifense ocupava a quarta posição do torneio, e entrara na reta decisiva da competição.

Contudo, como madeira de lei que cupim não rói, “El asesino de GMs”, encontrou pela sua frente o GM Andres Rodriguez Vila, do Uruguai, e com mais essa vitória, Yago subiu para a segunda posição da tabela, atrás apenas do GM peruano Júlio Granda, que contava 6.0 pontos, contra os 5.5 de Yago. No inevitável cruzamento entre os líderes da competição, Granda Zúniga e Yago acordaram empate, após a abertura 1.g3?! do peruano quedar num final de damas e bispos de cores opostas com número igual de peões nas duas alas.

Já na oitava rodada (a essa altura Yago havia sido o único jogador do torneio a tirar um empate do Granda líder), mais um empate, dessa vez com o pré-ranqueado número dois da competição, o GM paraguaio Axel Bachmann. Na última rodada, já tendo enfrentado os principais concorrentes ao pódio, o nosso mangueboy conseguiu mais um ponto, dessa vez frente ao GM espanhol Viktor Moskalenko, terminando sua participação no torneio na terceira posição, com os mesmos 7.5 pontos dos dois primeiros colocados, os GMs Axel Bachmann e Júlio Granda, mas ficando atrás devido os critérios de desempate.

Yago ainda terminou a competição com performance de 2523 e garantiu a segunda norma de GM de sua carreira, restando agora apenas mais uma para receber título máximo do xadrez mundial, o título de Grande Mestre Enxadrista (GM). Aliado ao pódio e à norma, Yago ainda conquistou preciosos 27,7 pontos de rating, que somados aos seus 2414, devem fazer-lhe chegar ao ELO de 2442 na próxima lista, um importante passo para quebrar a barreira dos 2500 pontos, pontuação de parâmetro da Federação Internacional de Xadrez para a concessão do título de GM.

Confira o resultado final do torneio: AQUI